quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Vales da Uva Goethe

A região de Urussanga está situada no sul do litoral catarinense, a cidade foi fundada em 1878, tendo nos imigrantes os principais responsáveis pela colonização, introduzindo o dueto vinho e polenta no cotidiano das famílias locais, que em 1887 já produziam quantidade significativa de vinhos. O cultivo da uva foi introduzido nos vales de Urussanga graças ao trabalho árduo das famílias italianas que aqui se instalaram motivadas pela política de incentivo de imigrantes europeus implementada pelo Brasil Império e República. Os italianos aqui instalados eram na maioria do norte da Itália (Vêneto, Piemonte e Lombardia), trazendo com eles o conhecimento na fabricação de vinhos, gastronomia etc.
A uva Goethe é um híbrido de variedades européias e americanas com alta resistência fitossanitária, desenvolvida por Robert Staniford em fins do século XIX e introduzida na região no início do século XX por Giuseppe Caruso Mcdonald. Despontou desde o início, adaptando-se melhor que outras variedades aqui testadas, apresentando características específicas que nenhum outro lugar consegue reproduzir, sendo aclamada como uma uva típica de Urussanga.
Atualmente os produtores da Uva Goethe se uniram numa associação denominada PROGOETHE, que buscam apoiados na "tipicidade" da uva, o reconhecimento da qualidade e das características dos vinhos , por intermédio de uma Indicação Geográfica "Vales da Uva Goethe", garantia para o consumidor de qualidade, tipicidade, tradicionalidade, além de fomentar o enoturismo e valorizar o nosso vinho.
Em Outubro estaremos visitando as principais vinícolas de Urussanga. Aguardem fotos, receitas e dicas do melhor estilo italo-brasileiro de Urussanga para se conhecer!

7 comentários:

Alexandra Gomides disse...

Rosa, gostaria de mais detalhe sobre esta casta, pois por aqui e muito pouca divulgada, não consigo achar nos bons restaurantes de Brasília.

Julio Nasser disse...

ola Rosa trabalho como sommellier em um Resort em Fortaleza,como faz muito calor por aqui , estou interessado em colocar na nossa carta de vinhos a sua sugestão deste vinho Goethe, o que vc me diz dela. Abraço.

Paulo Limonge Presidente da Associação Amantes do Vinho Nacional disse...

Tenho visto alguma coisa sobre este vinho e o seu Terroir, pouco se pode afirmar sobre isto, confesso que provei pouco, mas a sua matéria me faz lembrar que temos ainda que conhecer e muito nossos vinhos.Parabéns pela defesa e divulgação deles.

Caroline Braga disse...

rosa,poderia nós dizer onde mais se planta este tipo de uva?

Rosa Maria Martins Moraes disse...

Olá Júlio, t. bem? creio que o Goethe encaixa como uma luva no clima de Fortaleza.É um vinho bastante refrescante e harmoniza muito bem com a enorme variedade de frutos do mar que vcs possuem. Sucesso!

Rosa Maria Martins Moraes disse...

Olá Alexandra, t. bem? acesse a Progoethe que encontrará maiores informações.Fique de olho no blog que estarei aprofundando na cultura da Goethe durante as visitas em Urussanga, ok? Abraços!

Rosa Maria Martins Moraes disse...

Querida Caroline, aqui no Brasil existem algumas regiões no Rio Grande do Sul que também cultivam essa cepa, mas nenhuma é igual a dos Vales de Urussanga. Bjos